terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Pulseira do IV Centenário

Quem coleciona antiguidades sabe que às vezes nos deparamos com peças que parecem ter vindo diretamente do túnel do tempo para nossas mãos. É o caso desta pulseira comemorativa do IV Centenário, que veio embrulhada no papel original da época. A peça está em um estado tão bom de conservação que demora para acreditar que ela tem mais de sessenta anos. Não é comum alguém guardar um objeto com tanto cuidado durante todo esse tempo - Tenho certeza que os leitores do blog vão apreciar as fotos tanto quanto eu!

 photo DSC04996_zpsaa4b8818.jpg

 photo DSC04999_zps34ed2961.jpg

 photo DSC04991_zps4b35d262.jpg

 photo DSC04978_zps9dd86ba0.jpg

 photo DSC04979_zps8ea194a1.jpg

 photo DSC04985_zps78511bbc.jpg

 photo DSC04981_zps3fefeec8.jpg

 photo DSC04983_zpsb5247a50.jpg

 photo DSC04984_zps61c4019a.jpg

 photo DSC04986_zpsfb458488.jpg

 photo DSC04987_zps5d30429b.jpg

 photo DSC04980_zpsc22b0122.jpg

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Medalhas clássicas da Força Pública de São Paulo

Apresento hoje aos leitores do blog fotos das duas medalhas clássicas da Força Pública paulista: A Medalha da Legalidade e a Medalha Mérito Militar em suas versões completas com fita, passador e prendedor. Demorei alguns bons anos para conseguir esta dupla de medalhas na sua forma completa.

O post com informações detalhadas da Medalha da Legalidade pode ser visto neste link.
Já em relação a Medalha Mérito Militar, aproveito esta oportunidade para detalhar alguns aspectos de sua criação e regulamentação.

A Medalha de Mérito Militar foi desenhada pelo então 1o Tenente Nathaniel Prado (patrono do atual CSM/AM - Centro de Suprimento e Manutenção de Armamento e Munição da Polícia Militar ) a pedido do Tenente Coronel Alexandre Gama em 11 de abril de 1920.

Para isso o Tenente Nathaniel visitou o General Francisco Alves do Nascimento Pinto, veterano da Guerra do Paraguai, para ver suas medalhas a fim de lhe servirem como inspiração para o novo projeto. Eram elas: Medalha de Campanha da Guerra do Paraguai, Medalha Al Valor y a la Constancia da República Argentina, Medalha A las Virtudes Militares da República Oriental del Uruguay, Ordem da Rosa, Ordem de Cristo e Ordem do Cruzeiro (todas podem ser vistas neste link).

A partir destas medalhas o Tenente Nathaniel bolou alguns modelos, que podemos ver nas figuras abaixo. Após algumas mudanças no tamanho e formato da medalha, acabou por fim tendo um esboço final aceito. Surgia a Medalha Mérito Militar pelo Decreto 3.196 A de 21 de abril de 1920. Foram exatamente 10 dias entre o início da pesquisa e a publicação do decreto de criação da medalha!

DECRETO N. 3.196-A, DE 21 DE ABRIL DE 1920
Cria uma medalha militar como reconhecimento de bons serviços prestados pelos officiaes e praças da Força Publica.
O Presidente do Estado querendo significar o alto preço em que são tidos os bons serviços prestados pela Força Publica, resolve mandar cunhar uma medalha militar, que será exclusivamente destinada a essa classe e concedida aos officiaes e praças que se tornarem dignos pelo merito e lealdade com que houverem prestado serviço ao Estado, regulando-se a sua concessão pelas instrucções que a este acompanham.
Palácio do Governo do Estado de São Paulo, 21 de Abril de 1920.
Altino Arantes
U. Herculano de Freitas.
----------------

Esboços feitos pelo Tenente Nathaniel.

 photo image2_zpsb25083c8.jpg

 photo image1_zps2c777675.jpg

Comandante da Força Pública de São Paulo entre Maio de 1928 a Abril de 1931, Coronel Joviniano Brandão. Vemos em seu uniforme a Medalha de Mérito Militar e a Medalha da Legalidade.

 photo DSC04576_zps42aba5db.jpg

General Júlio Marcondes Salgado, Comandante da Força Pública em 1932. Além das duas medalhas em questão, vemos em seu uniforme a Ordem de Leopoldo II.

 photo DSC04737_zps66041685.jpg

Abaixo vemos imagens atuais das duas medalhas. São extremamente raros os exemplares com fita e passador.

 photo DSC04921_zps87d052f0.jpg

 photo DSC04935_zps64bf2d3d.jpg

 photo DSC04931_zps5bb8cb4e.jpg

 photo DSC04932_zps6b089757.jpg

 photo DSC04929_zpsc288b5ce.jpg

 photo DSC03407.jpg

Bibliografia: Medalhas Militares da Força Pública do Estado de São Paulo, Alvaro da Veiga Coimbra, 1954.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Cinco anos no ar !

No dia 12 de fevereiro de 2010 o TPSP entrava no ar com a frase:

"PAULISTA! LEMBRA-TE DE 32!
Desfralda às brisas de Piratininga a tua bandeira das treze listas,olha para o alto, segue para frente - E CUMPRE O TEU DEVER!"


Cinco anos e 605 posts depois, cá estamos...cumprindo nosso dever.
Obrigado a todos que permanecem aqui, entrincheirados conosco!

 photo blog_zpsdba1fb42.jpg

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Distintivo do M.M.D.C. de 1932

Trago aos leitores do blog um raro distintivo de identificação do M.M.D.C. usado durante a revolução para identificar os membros daquela organização. A peça é em metal esmaltado e traz as estrelas amarelas sobre o campo azul. No verso escrito sobre o metal, o nome do seu antigo dono.

O M.M.D.C. foi organizado logo após os eventos de 23 de Maio, quando a opção de iniciar uma revolução pelas armas já era realidade, e se estruturava da seguinte maneira:
1- Direção Geral do Abastecimento:
a) Alimentação;
b) Fardamento e Equipamento;
c) Donativos;
d) Compras;
e) Donativos em Mercadorias.
2- Intendência Geral:
a) Almoxarifado;
b) Distribuição e Cozinha;
c) Cozinha da Escola Profossional Feminina;
d) Assistência a Família dos Combatentes.
3- Departamentos Especializados:
I- Engenharia e Transportes;
II - Saúde e Assistência;
III- Correio Militar;
IV – Propaganda e Mobilização;
V – Serviços Auxiliares;
VI – Departamento Militar:
a) Centro de Preparação Militar;
b) Material Bélico;
c) Curso de Oficiais de Emergência;
d) Guarda do Q.G. M.M.D.C.;
e) Batalhão Santos Dumont;
f) Departamento do Pessoal em Operações.

 photo DSC04966a_zps8629794c.jpg

 photo DSC04974_zps53fcadca.jpg

Na foto abaixo podemos ver a placa em uso do lado esquerdo do peito do soldado do meio da foto.

 photo IMG_3376_zpse71fc58a.jpg

 photo DSC04955a_zps4a7f1a0e.jpg

 photo DSC04963_zps2124d024.jpg

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Medalha em bronze do C.I.D.T.

Publiquei em junho de 2010 a medalha que foi oferecida pelo Instituto de Engenharia aos engenheiros feridos em combate ou as viúvas ou familiares dos engenheiros que foram mortos durante a Revolução de 1932. Trago hoje a título de curiosidade a versão desta medalha em bronze - nominal e numerada.

 photo DSC04949_zps89b511e0.jpg

 photo DSC04919_zpsb1be8716.jpg

 photo DSC04914_zps3b967c5c.jpg

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Miniatura do primeiro blindado paulista

Trago hoje aos leitores um curioso "mimo" entregue por uma fabricante de equipamentos de sinalização e comunicação de veículos - que é uma miniatura do blindado fabricado na década de 20 pelo gênio construtor Major Nathaniel Prado, patrono do CSM/AM Centro de Suprimento e Manutenção de Armamento e Munição da Polícia Militar do Estado de São Paulo.  A miniatura nos permite ver como era o aspecto deste famoso blindado em três dimensões. São imagens muito interessantes!

 photo IMG_0578_zps5f33c1ed.jpg

 photo DSC04857_zps0524de93.jpg

 photo DSC04875_zps88056259.jpg

 photo DSC04877_zpsf107600d.jpg

 photo DSC04866_zps7de8a32a.jpg

 photo DSC04878_zps09e8f699.jpg

 photo DSC04883_zps0beae922.jpg

 photo DSC04871_zps9f3be304.jpg

 photo DSC04885_zps1bc36db5.jpg

 photo DSC04889_zpsf7446be5.jpg

O blindado estacionado no páteo do Quartel da Luz em 1924.

 photo DSC03413-1_zps0e5e5f63.jpg


domingo, 25 de janeiro de 2015

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Lembrança do IV Centenário

Dando sequência a inesgotável série de peças comemorativas do IV Centenário, apresento hoje um exótico quadrinho que foi usado como item de presenteação em 1954. O quadro traz todos os elementos da época: O símbolo do IV Centenário, o brasão da cidade, um postal do Anhangabaú e uma placa com o nome do homenageado. Uma peça interessante e com toda a linguagem da época!

 photo DSC04847_zps067dbf86.jpg

 photo DSC04853_zps90648907.jpg

 photo DSC04851_zps7fe52f0f.jpg

 photo DSC04852_zpsa8691d47.jpg

 photo DSC04849_zpsd24d8c8c.jpg

 photo DSC04855_zpsf664331b.jpg

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Casal paulista de 1932

Esta talvez seja a mais bela foto que possuo no meu acervo: O voluntário com o capacete de aço, a jovem com um olhar digno mas entristecido, a imagem de Nossa Senhora na mesa e o cachorrinho no colo. É possível ainda notar as alianças de ferro (mais largas que as de ouro) usadas pelo casal. A imagem me traz a memória alguns versos do poema Moeda Paulista de Guilherme de Almeida:

Ela, que vem na mão dos que se amaram,
Vale esse instante, que não teve fim,
em que dois sonhos juntos se ajoelharam,
quando a felicidade disse :”SIM”.

Vale o que vale a união de duas vidas,
que riram e choraram a uma só voz
e, simbolicamente desunidas,
vão rolar desgraçadamente sós.

Vale a grande renúncia derradeira
das mãos que acariciaram maternais,
o menino que vai para a trincheira,
e que talvez… talvez não volte mais…


 photo Scan0001_zps15f7bee0.jpg