quarta-feira, 23 de junho de 2010

Foto de Estúdio com dedicatória de Romão Gomes

Outro ilustre autógrafo de um líder da Revolução de 32.
Romão Gomes formou-se em Direito pouco antes do início da Revolução. Pegou em armas por São Paulo e em combate comandou um pelotão do 1o Batalhão Paulista da Milícia Civil, que foi posteriormente denominado “Coluna Romão Gomes”.

Esse pelotão operou durante a revolução inteira sob a estratégia da guerra de movimentos, ao contrário do que aconteceu na maioria dos outros setores de combate. As façanhas destes valorosos combatentes sob o comando de Romão Gomes ficaram imortalizadas no livro A Coluna Invicta de Herbert Levy, publicado em 1933 e re-editado em 1967 pela Editora Martins.
Após a revolução Romão Gomes foi exilado e retornou a Força Pública aonde se tornou Juiz do Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo. Hoje empresta seu nome ao presídio militar do Estado.

A foto tirada por ocasião de sua formatura pelo famoso fotógrafo Max Rosenfeld, foi oferecida a um amigo Oficial da Força Pública. Mais um importante fragmento da história paulista.

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

4 comentários:

  1. Meu tio bisavô era irmão da minha bisavo Vertudes Gomes

    ResponderExcluir
  2. Foi comandante de meu avô e seu irmão,no setor da Mojiana. Seus nomes constam do livro "A Coluna Invícta", o qual descreve com detalhes o perfil desse valoroso herói paulista.
    Roberto.

    ResponderExcluir
  3. MUITO BOM O ANTIGO, FOI COMANDANTE DO MEU SAUDOSO PAI, QUE TENHO COMO RELIQUIAS MEDALHAS E CAPACETE DELE AINDA ATÉ HOJE E GUARDO COM O MAIOR ORGULHO DEVEMOS PREZAR ESTE ACERVO DA NOSSA HISTÓRIA PAULISTA, JUNTAMENTE COM DA MINHA FAMILIA DE BANDEIRANTES "DIAS PAES LEME", MEUS PARABÉNS, DE MINHA PARTE - MARCO ANTONIO PAES LEME -paeslememarco@Gmail.com

    ResponderExcluir