quarta-feira, 30 de junho de 2010

A rara medalha do C.I.D.T.

Apresento hoje uma rara medalha que foi oferecida pelo Instituto de Engenharia aos engenheiros feridos em combate ou as viúvas ou familiares dos engenheiros que foram mortos durante a Revolução de 1932.

Esta medalha foi criada logo após a revolução em dezembro de 1932, e traz estampada a figura de um engenheiro-combatente e a inscrição C.I.D.T. que significa Comissão Inspetora das Delegacias Técnicas.
Esta entidade atendia as necessidades de organização de serviços técnicos e coordenava a comunicação entre autoridades municipais e o Comando Militar Revolucionário, exercendo inclusive serviços de vigilância em linhas telefônicas e telegráficas durante todo o período dos combates.

No verso da medalha em prata, vemos o Brasão do Estado de São Paulo e uma numeração.
Não se sabe o número de medalhas oferecidas, mas é certo que não foram muitas, sendo que os todos os poucos exemplares conhecidos desta medalha apresentam apenas dois dígitos.

Quanto mais estudamos e nos aprofundamos na história da Revolução, descobrimos o quanto o povo paulista se organizou e gerou meios para manter a luta armada em prol de sua nobre causa.

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Um comentário:

  1. Possuo um exemplar desta medalha com a numeração 318(diferente do comentado), que pertenceu ao meu Tio Mauro Pinto e Silva, tendo participado ativamente na Revolução Constitucionalista de 1932, frente de batalha na região de Itapetininga.

    atenciosamente;

    Paulo Sergio Pinto e Silva

    ResponderExcluir