quinta-feira, 2 de junho de 2011

General Júlio Marcondes Salgado

Trago hoje ao blog uma pequena biografia do grande militar que foi o General Júlio Marcondes Salgado. Coletei algumas fotos do seu enterro em jornais da época. Foi um evento grandioso que emocionou a cidade de São Paulo. Mostro também algumas fotos do túmulo do General no Cemitério São Paulo e de algumas obras em sua homenagem que se encontram no Regimento de Cavalaria "9 de Julho".

Photobucket

Photobucket

Júlio Marcondes Salgado nasceu no dia primeiro de Julho em 1890 na cidade de Pindamonhangaba. Seus pais, Victoriano Clementino Salgado e dona Anna Eufrazina Marcondes do Amaral Salgado tinham outros nove filhos. Teve uma infância pobre mas feliz ao lado de sua família. Em Junho de 1907 se alista na Força Pública, no Corpo de Cavalaria, atual Regimento de Cavalaria "9 de Julho", na cidade de São Paulo. Em maio de 1912 se casa com Ophelia Acritelli. O casal teve 2 filhos, Waldemar e Jandira. Em 1914 ingressa na Escola de Oficiais, conclui o Curso em 1915 e por Decreto, do dia 29 de Abril de 1915, é promovido ao posto de Alferes para servir no Corpo de Cavalaria. Em 1922 foi agraciado com a Cruz de Cavaleiro da Ordem de Leopoldo II da Belgica durante a visita do Rei da Belgica a São Paulo, por ter participado ativamente de sua escolta.

Abaixo o General Salgado usando a Medalha de Tempo de Serviço, a Medalha da Legalidade e a Ordem de Leopoldo II.

Photobucket

Foi promovido a Capitão em 1924 e neste ano participou ativamente da Revolta de Julho, lutando contra os rebeldes. No dia 7 deste mês comandou com sucesso a retomada da Estação Roosevelt, no Brás. Em 1927 foi promovido a Tenente Coronel, tornando-se Comandante do Regimento de Cavalaria da Força Pública. Em 23 de Maio de 1932 passou a ser o Comandante da Força Pública e foi um dos principais articuladores da Revolução de 1932 remodelando todo o quadro da Força Pública com oficiais favoráveis a causa paulista como vemos abaixo no tercho extraído do livro Cruzes Paulistas:
Júlio Marcondes Salgado, Tenente Coronel da Força Pública, compreendia e sentia sinceramente o estuar do coração paulista. Era, assim, um dos conspiradores para a Revolução em preparo. Quando Pedro de Toledo foi nomeado interventor em São Paulo, como o “civil e paulista” reclamado pelo povo, Marcondes Salgado foi promovido a Coronel e recebeu a missão de comandar a veterana e nobre Força Pública do Estado. Desde então, o valente militar não descansou, no preparo da sortida que ficaria marcada na história de São Paulo e do Brasil como a mais bela página de heroísmo e valor coletivos. Tomou parte nas combinações preliminares, encarregou-se de aliciar Oficiais, explicando-lhes com profunda sinceridade e coragem moral a verdadeira significação do movimento. Deu balanço nas armas e munições disponíveis da Força. Fez, enfim, quanto lhe era possível para que a explosão do movimento tivesse todas as garantias possíveis de vitória.
Iniciada a luta, o Coronel Salgado desdobrou-se em ação enérgica e sempre pronta. Atendeu aos seus deveres de comandante da milícia estadual e colaborou com as autoridades na organização dos batalhões de voluntários – e estes eram tantos que em pouco faltaram armas para os encaminhar para as trincheiras.

Photobucket

No fatídico sábado dia 23 de Julho (sempre o sábado, o pior dia da semana para os constitucionalistas) o Comandante Salgado juntamente com outros Oficiais da Força Pública e o General Bertholdo Klinger está no campo de testes em Santo Amaro (onde hoje está localizado o Terminal de passageiros do Aeroporto de Congonhas) onde são demonstrados artefatos bélicos, dentre eles uma bombarda desenhada pelo Major José Marcelino da Fonseca e produzida pela Politécnica. Durante os testes o bocal do pequeno canhão explode e um dos estilhaços atinge mortalmente o comandante Salgado e o Major Marcelino. O General Klinger recebeu um estilhaço no braço, ferindo-se ligeiramente. Feridos foram, também levemente, alguns Oficiais do Exército e da Polícia: Ten CEL Salvador Moya, o Ten Saraiva e o político Wladimir de Toledo Piza, que na década de 50 seria prefeito da Capital. O lançador defeituoso que estilhaçou e causou a morte dos militares encontra-se hoje no acervo do Museu Paulista.

Photobucket

Durante o velório, a cidade se comove com a Viúva do General, Sra. Ophelia Acritelli.

Photobucket

Na saída da sede do Governo, no Páteo do Colégio, a Força Pública presta sua última homenagem.

Photobucket

A chegada ao Cemitério São Paulo. Uma enorme massa humana se aglomera na entrada da necrópole.

Photobucket

Photobucket

Abaixo detalhe do túmulo do General Marcondes Salgado.

Photobucket

Atualmente, inúmeros locais na cidade prestam uma justa homenagem ao General Marcondes Salgado. O viaduto ao lado do Obelisco do Ibirapuera é um deles.

Photobucket

No Regimento de Cavalaria 9 de Julho, a pista em homenagem ao querido Comandante e algumas peças na Sala da Memória do quartel - que será tema de um post especial aqui no blog em alguns dias.

Photobucket

O busto do General Salgado e os retratos dele e de sua esposa Sra. Ophelia Acritelli.

Photobucket

Photobucket

Photobucket

22 comentários:

  1. Vitor Figueiredo2 de junho de 2011 23:10

    Olá Ricardo!

    Como sempre excelentes posts no blog!

    Bah, eu conheci a história do Coronel Salgado lendo o livro 'tudo pelo Brasil' no qual presta um relato sobre a triste morte do oficial.

    Creio que conhecia muito pouco sobre este grande homem que foi o General, a unica foto que eu conhecia era a dele montado no cavalo e passando em revista as tropas da Força Pública. Me alegro em saber mais um poco sobre a história dele e ver essas raras fotos, graças ao seu excelente trabalho de pesquisa.

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. João Marcos Carvalho3 de junho de 2011 12:35

    Caro Ricardo,
    Há um equívoco de informação na foto do cemitério onde aparece Miguel Costa. Na verdade, esta foto é de outubro de 1930, quando o general-de-brigada Miguel Costa, originário da FP, e comandante da corporação naquele ano, visitou, ao lado do lendário maj. João Cabanas (que está ao lado dele em primeiro plano), o túmulo do tenente Siqueira Campos - herói dos 18 do Forte de Copacabana e da Coluna Prestes - em SP.
    Devo lembrar que Miguel Costa foi destituído do CMDo da FP em 23 de maio de 32, sendo que nos funerais do Cel. Salgado (23 de julho) ele encotrava-se preso, por ordem de Salgado, na Circunscrição Militar de Mato Grosso, já que era contra a Rev. de 1932.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Prezado João Marcos, agradeço a usual colaboração com o blog! O post já foi editado.
    Um abraço e obrigado,
    Ricardo

    ResponderExcluir
  4. Fábio Cavalcante de Souza12 de julho de 2011 13:15

    Ricardo, fiquei muito feliz em encontrar esse BLOG, sou um entusiasta e colecionador de fotos antigas e principalmente as da revolução de 32. Estou sempre procurando pela internet novas informações e peças para meu acervo digital. Porém estou aqui para lhe parabenizar pelo post sobre o General Salgado, Tenho hoje 36 anos e sou primo de 3º Grau desse heroi, minha Avó era Prima irma do General e minha mãe sempre me contava as historias ouvida por ela através de sua Mãe. fui varias vezes ao museu levar amigos meus e parentes mais novos e repetir tudo que ouvi em minha casa, tenho muito orgulho de saber que esse homem corajoso, defendeu nosso estado e morreu por ele e que hoje colhemos os frutos da sua bravura e é o alicerce do nosso progresso. Grato por esse momento único. ASS: Fábio Cavalcante de Souza

    ResponderExcluir
  5. Sou neta do Gal. Júlio Marcondes Salgado e fiquei emocionada ao descobrir esse blog. Ass. Eloísa Maria Rocha Salvato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei feliz em saber que o tio da minha mãe tem uma neta, eu gostaria de saber um pouco mais sobre a historia da nossa família , sou neta do Enéias Marcondes Salgado que é o seu tio avô
      Ass: Mariana Marcondes Salgado

      Excluir
  6. É com muita alegria e satisfação que aprendo um pouco mais, sobre esse ilustre comandante da Força Pública Paulista, que morreu por amor ao Estado de São Paulo. Como paulista paulistano, só posso dar os parabéns a você, Ricardo, por esse excelente artigo relacionado ao nosso Estado.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  7. Prezado Ricardo,

    Parabéns pela iniciativa em reverenciar o General Júlio Marcondes Salgado, grande herói da nossa revolução e o único Oficial da nossa Força Pública que chegou ao posto de General.
    O povo que não conhece a sua história estará sujeito ao fracasso no futuro.

    Coronel PM Arivaldo Sérgio Salgado
    Sobrinho neto do Gal Júlio Marcondes Salgado

    ResponderExcluir
  8. hailton rogerio salgado28 de julho de 2012 19:54

    parabens pela iniciativa,meu pai JULIO SALGADO SOBRINHO recebeu esse nome em homenagem ao GENERAL SALGADO,parabens para esse grande HEROI GENERAL SALGADO

    ResponderExcluir
  9. Parabens pela belissima homenagem o General Julio Marcondes Salgado

    ResponderExcluir
  10. Existe mais uma homenagem ao insigne militar: a Corrida General Salgado em Taubaté. Neste anos está na 23º edição. Parabéns pelo Blog.
    Cel Rubens

    ResponderExcluir
  11. Eu era uma menina ainda,(13 anos),quando admirando as estátuas do Cemitério São Paulo(tenho parentes enterrados lá) notei o mausoléu onde está sepultado o General Júlio Marcondes Salgado.Em princípio tentei advinhar a data de seu nascimento,( o ano principalmente)em algarismos romanos, fiquei em dúvida.Décadas depois conheci uma sobrinha do General, a Professora Julieta Marcondes Salgado,aliás de um impressionante simpatia.Disse-me ele que tinha 10 anos,quando aconteceu essa tragédia.Apesar da Revolução de 32,não ter dado certo,ficou a lição de CIVISMO, dos Paulistas.(Maria)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Permitam fazer um pequeno reparo,no comentário acima:Onde se lê:Professora Julieta Marcondes Salgado,leia-se Professora Julieta Marcondes Machado e, onde está esrito ele,leia-se ela.

      Excluir
    2. estou bastante emocionada sou do interior de sp e amo minha cidade e ela tem o nome do general em homenagem a ele a cidade chama se GENERAL SALGADO interior de SP e na cidade existe na praça principal o busto do general e em outras praças documentarios sobre ele

      Excluir
    3. Neide
      e abaixo do busto do general está escrita a seguinte frase:
      "...PAULISTAS!
      O VOSSO SANGUE NÃO VALERÁ
      TANTO COMO A GLÓRIA DE
      TOMBARDES POR SÃO PAULO
      E PELO BRASIL."
      GEN. JULIO MARCONDES SALGADO

      Excluir
    4. complementado informações da cidade de General Salgado, nome dado em homenagem ao general. Dados extraídos do Wikipédia.

      General Salgado é um município brasileiro do Estado de São Paulo. A cidade tem uma população de 10.669 habitantes (IBGE/2010)2
      História
      A povoação surgiu por volta de 1920.
      O distrito de paz passou a se chamar General Salgado, em 7 de janeiro de 1937, pela lei estadual nº 2.843, assim dito:
      "A Assembleia Legislativa do Estado decreta e eu promulgo a lei seguinte:
      Artigo 1º: Denominar-se a General Salgado, no município e comarca de Monte Aprazível, o Distrito de Paz de Sebastianópolis, tendo como sede a povoação de Palmira, que também adotará aquela designação."
      O município homenageia, em seu nome, ao General Júlio Marcondes Salgado, Comandante da Polícia Militar do Estado de São Paulo, morto na Revolução de 1932.
      Padroeira do município: Nossa Senhora das Dores Data de comemoração: 15 de setembro, data que em homenagem a santa, comemora-se o aniversário do município.
      Geografia
      Localiza-se a uma latitude 20º38'54" sul e a uma longitude 50º21'38" oeste, possui uma área de 493,276 km², dos quais 2,159 km² estão em zona urbana, estando a uma altitude de 418 metros.
      Demografia
      Dados do Censo - 20102
      População Total: 10.669
      • Urbana: 9.084
      • Rural: 1.585
      • Homens: 5.3525
      • Mulheres: 5.317
      Densidade demográfica (hab./km²): 21,63
      Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,762
      • IDH-M Renda: 0,704
      • IDH-M Longevidade: 0,727
      • IDH-M Educação: 0,855
      (Fonte: IPEADATA)
      Economia
      O município de General Salgado está localizado na parte noroeste do estado de São Paulo, adjacente a rodovia Feliciano Sales Cunha na altura do km 545. Considerado município de pequeno porte, tem baixa taxa populacional e economia baseada na agricultura, pecuária e indústria.

      Excluir
  12. PARABENS, VOCE TAMBÉM PERTENCE AO GRUPO DE HERÓIS DE 32.

    ResponderExcluir
  13. VIVA OS HERÓIS DE 32

    ResponderExcluir
  14. Caro Ricardo: Meu nome é Zéluiz Varricchio, sou Jornalista e radialista e minha esposa é sobrinha neta do grande General, o nome dela é Ana Maria Salgado Varricchio, logo sou sobrinho neto (de carona). Sua família continua radicada em Pindamonhangaba. José Odorico Marcondes salgadoprimo do General, saiu de Pinda para servir o Brasil na época da guerra onde foi nomeado prefeito de Itajubi.
    Abçs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Meu nome é Paulo Salgado de Oliveira, seu post me chamou a atenção porque minha mãe conta que temos alguma ligação o General Júlio Marcondes Salgado pois o nome do meio dela e consequente o meu é Salgado pois meu Avô por parte de mãe se chamava José Penha Salgado sempre fui pensativo se realmente temos ligação, se alguém puder ajudar é só me chamar e desde já agradeço muito.

      Excluir
  15. Luis Fernando Pinto11 de junho de 2014 10:07

    Zé Luis,

    Retificando, José Odorico Monteiro Salgado foi prefeito de Itajubi, José Olinto Monteiro Salgado saiu de Pinda para servir o Brasil, ambos irmãos de meu avô Ulisses Monteiro Salgado, primos do General Julio Marcondes Salgado.
    Abç.

    ResponderExcluir
  16. Que legal saber dessas Historias, moro no bairro Parque Edu chaves, e vim agora depois de 25 anos estudar melhor a historia do bairro, estudei no colégio GENERAL JULIO MARCONDES SALGADO, que fica aqui no bairro, não sabia dessa historia parabéns.... como sempre nunca é tarde para se aprender.

    ResponderExcluir