quinta-feira, 31 de maio de 2012

Medalha Sangue do Brasil, 1945

Regulamentada pelo Decreto-Lei 7709 de 5 de julho de 1945, a "Medalha Sangue do Brasil" foi criada para agraciar os feridos de guerra brasileiros durante a Campanha da Itália em 1945. Os oficiais, praças, assemelhados e civis destacados para o teatro de operações fizeram jus a esta medalha, desde que hajam recebido algum ferimento em consequência de ação objetiva do inimigo.   
                                          
A entrega da medalha foi feita nos próprios hospitais, no teatro de operações, ou em locais para onde haviam sido evacuados os feridos ou aos seus herdeiros quando falecidos.

Em bronze, no anverso o sabre das Armas da República, sobre um resplendor cujo foco se encontra na cruzeta e se irradia em todas as direções do campo. Coroando a lâmina do sabre, três estrelas esmaltadas em vermelho representam os três ferimentos recebidos pelo General Sampaio em 24 de maio de 1866, data da Batalha de Tuiutí. Envolvendo o campo da medalha, dois ramos de "Pau Brasil" lembram a Pátria e origens do seu nome glorioso. A fita tem a cor vermelha, com um friso central dividido em três partes iguais de cores amarelo, verde e amarelo.

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Abaixo a bandeira do Regimento Sampaio, trazendo o simbolismo da bravura do General Sampaio através do leão e as três estrelas representando os três ferimentos recebidos por ele na Batalha de Tuiutí. Os nomes no estandarte são dos locais onde o regimento esteve em combate na Guerra do Paraguai e na Segunda Guerra Mundial.

Photobucket

Nenhum comentário:

Postar um comentário