domingo, 1 de setembro de 2013

As chapinhas dos "chapinhas"

Durante a Revolução de 32, com a Força Pública e a Guarda Civil envolvidas nas linhas de frente do conflito, foi criado um serviço voluntário civil de policiamento da cidade dividido por bairros - evitando assim tumultos, saques e sabotagem inimiga. Esses voluntários eram carinhosamente apelidados de "chapinhas" justamente pelas insígnias que usavam no peito. Abaixo vemos uma chapinha da cidade de São Paulo e um raríssimo exemplar da cidade de Campinas, o qual eu havia apenas visto em livros. Desconheço se alguma outra cidade contou com este serviço e se foram feitas outras chapinhas.

A fabricação é do tradicional fornecedor PETRACCO - NICOLI, porém optei em não mostrar o verso das peças para evitar que no futuro cópias dessas chapinhas apareçam por aí como vem acontecendo com algumas medalhas de 1932.

 photo DSC00694_zps9df498ea.jpg

 photo DSC00692_zpsebf3b22d.jpg

 photo DSC00690_zps5df5b934.jpg

Abaixo um outro exemplar de Campinas e a braçadeira dos voluntários (imagem extraída do livro "São Paulo onde está sua história") e uma rara imagem dos chapinhas do Jardim América da revista "A Cigarra". É possível notar a chapinha um uso por todos na foto. 

 photo CHAP_zps03ad1d54.jpg

Para encerrar um trecho delicioso de uma carta enviada por um "chapinha" a um combatente da linha de frente, seu parente.

 photo foto_zpsd12b99ef.jpg

Nenhum comentário:

Postar um comentário