domingo, 28 de julho de 2013

Ilustrações de Belmonte

Para encerrar o mês de julho com chave de ouro, trago uma pequena série de ilustrações do desenhista e historiador Belmonte que foram capas de edições comemorativas dos jornais Folha da Manhã e Folha da Noite. Algumas delas tornaram-se famosos ícones da Epopéia Paulista de 1932. Abaixo uma pequena biografia deste gênio paulista, extraída do Instituto Itaú Cultural.
Benedito Bastos Barreto (São Paulo SP 1897 - idem 1947). Caricaturista, desenhista, pintor, ilustrador, escritor, jornalista, historiador. Inicia sua carreira em 1912, publicando suas primeiras caricaturas na revista paulista Rio Branco e paralelamente colabora na revista carioca D. Quixote. Durante seus primeiros anos de trabalho publica em diferentes periódicos paulistas e, em 1921, emprega-se na recém-inaugurada Folha da Noite, substituindo Voltolino (1884 - 1926). Nesse periódico passa a utilizar o pseudônimo Belmonte como assinatura de seus desenhos e em 1925 cria o personagem Juca Pato. Durante a Revolução Constitucionalista de 1932 cria o logotipo para os bônus de guerra que no período das batalhas substituíram como dinheiro a moeda oficial. Nos anos seguintes, trabalha como colaborador no suplemento infantil do jornal A Gazeta, onde cria os personagens Albina e Paulino que, através de uma linguagem mais acessível, propagavam entre as crianças os ideais constitucionalistas dos revolucionários paulistas. Entre os anos 1929 e 1937, ilustra cinco livros infantis escritos por Monteiro Lobato (1882 - 1948). No ano de 1936, começa a publicar no jornal Folha da Manhã diversas charges deJuca Pato tendo como temática a crítica ao nazismo. Produzidas até o ano de 1946, elas acabam se configurando numa grande série sobre a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Essas charges são reunidas e publicadas em 1982, pela Editora Melhoramentos, com o título de Caricatura dos Tempos. Autor de diversos livros de caricatura e história, publica entre outros os seguintes títulos: Assim Falou Juca Pato (1933), No Tempo dos Bandeirantes (1939) e O Brasil de Ontem (1940), com desenhos inspirados nos trabalhos de Rugendas (1802 - 1858).

 photo 001_zpsc44627d7.jpg

 photo 002_zps175c6a38.jpg

 photo 003_zpsd09cfed2.jpg

 photo 004_zps8e8cadc3.jpg

 photo 005_zpsd332e866.jpg

 photo 006_zpsc428a2f8.jpg

 photo 007_zps6183e9d0.jpg

 photo 008_zpsd04429ff.jpg

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Outra bandeira paulista modificada

Em agosto de 2012 publiquei aqui uma Bandeira paulista modificada, que no lugar do mapa do Brasil trazia o Brasão da cidade de São Paulo. Esta bandeira foi estampada em 1932 e distribuída em diferentes versões, algumas com a Bandeira do Brasil estampada por trás da paulista. Neste outro post vemos algumas outras representações da bandeira sem o mapa do Brasil.

A peça que apresento abaixo é uma outra variação da bandeira paulista - desta vez com o Brasão do Estado de São Paulo no lugar do mapa do Brasil. Trata-se de uma enorme bandeira bordada à mão, absolutamente detalhada nas duas faces e que traz ainda a legenda "PRO S. PAULO FIANT EXIMIA". Os detalhes são impressionantes e certamente se trata da obra de alguém que acreditava muito na causa constitucionalista e entregou a bandeira a algum batalhão de voluntários para que a mesma fosse conduzida até a frente de batalha - provavelmente uma zelosa mãe paulista.

Sem medo de exagerar, afirmo que é uma das peças mais belas que eu conheço da Revolução Constitucionalista.

 photo DSC00481_zpsc3527533.jpg

 photo DSC00477_zpsdf6bdc90.jpg

 photo DSC00482_zps910fdd73.jpg

 photo DSC00486_zpsa7d2e6f9.jpg

 photo DSC00506_zps90385ebc.jpg

 photo DSC00493_zps1d5f0b9a.jpg

 photo DSC00488_zps4fb25f5e.jpg

 photo DSC00500_zpsaba7d735.jpg

Na imagem abaixo as duas bandeiras paulistas trazendo os brasões do estado e da cidade de São Paulo.

 photo DSC00496_zps9e0dff39.jpg

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Capacete Tropa de Choque da Força Pública - Batalhão Tobias de Aguiar

Trago hoje para os amantes de capacetes militares, como eu - mais uma pérola do passado de São Paulo: Um capacete Tropa de Choque da Força Pública do Batalhão Tobias de Aguiar do início dos anos 60. O capacete é do mesmo modelo apresentado neste post, que possui as iniciais PM.

O detalhe interessante deste capacete é que sua pintura e decal foram reconstruídos por um restaurador a partir dos vestígios que foram encontrados embaixo de algumas camadas de tinta preta - que eram aplicadas conforme as mudanças de regulamento de uniformes e das mudanças que transformaram a Força Pública em Polícia Militar. O resultado final da restauração é primoroso e traz de volta ao presente um fragmento importante da história de São Paulo e da PMESP.

Em julho de 1960  a CPA (Companhia de Policiamento Auxiliar), tropa especializada formada por homens selecionados por suas habilidades intelectuais, físicas e perfil psicológico, que agiam com firmeza, educação e polidez, passou a ser uma das Companhias do Batalhão Tobias de Aguiar - sendo esta tropa o embrião da Tropa de Choque da Polícia Militar. No passado este efetivo foi empregado em numerosas missões perigosas como o levante de presos da Ilha Anchieta e na contenção de inúmeros distúrbios ocorridos em São Paulo no final dos anos 1960. A CPA era dividida em três companhias: A 1a Cia atuava junto ao DOPS (Delegacia de Ordem Política e Social), a 2a Cia se tornou a ROTA (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) e a 3a CPA operava com o Canil.

A Tropa de Choque do 1o B.P. era equipada com viaturas blindadas para o transporte de tropas, os "Tatús" e com os famosos "Brucutus". Abaixo algumas fotos emblemáticas deste período da nossa história, a primeira delas mostra a tropa formada no páteo ao lado do DOPS no Largo General Osório. Uma foto tirada no mesmo local, com a mesma tropa pode ser vista aqui.

 photo DSC00539_zps50d72fe9.jpg

Abaixo uma foto da Tropa de Choque da Força Pública fazendo a escolta da Taça Jules Rimet pela cidade de São Paulo. Anos depois ela seria roubada da sede da C.B.F. no Rio de Janeiro e lamentavelmente derretida para se comercializar o ouro com que era feita.

 photo DSC00541_zpse523bbce.jpg

Abaixo uma versão do capacete da Tropa de Choque já sem as letras FP e sem o brasão do Batalhão. Posteriormente seriam aplicadas as letras PM neste tipo de capacete.

 photo DSC00545_zps9388498e.jpg

 photo DSC00593_zps07caec52.jpg

 photo DSC00511_zpsf4782252.jpg

O Brasão de Armas do 1o Batalhão "Tobias de Aguiar" foi criado pelo Decreto 20.986 de 1o de dezembro de 1951 e traz um escudo bicudo em estilo francês esquartelado, em homenagem ao fundador da milícia paulista.

 photo DSC00514_zps6ceae476.jpg

Abreu
Em goles (vermelho), que simboliza a audácia, grandeza e espírito de luta, cinco asas de águia em santor que é o símbolo da rapidez nas expedições militares, em ouro que simboliza o explendor, a soberania e a constância.

Aguirre
Em ouro com duas faixas diminuídas que simboliza o cinto do cavaleiro, abaixo destas, três flores-de-lis de goles (vermelho), na parte inferior, um escudo em fundo branco que é a simbologia da pureza e do ideal, uma águia em sable (negro) e a direita outras três faixas em sinople (verde) que é a simbologia da vitória, honra e civilidade.

Leme
Em ouro, cinco merletas em santor que simboliza a indicação dos inimigos vencidos em batalhas, em sable (negro) que é a simbologia da simplicidade, sabedoria, ciências e honestidade.

Aguiar
Em ouro, uma águia de goles (vermelho) e membrana de negro, que é a simbologia do poder, da vitória e da prosperidade, o que identifica o apelido dos AGUIARES e do 1º Batalhão de Choque "TOBIAS DE AGUIAR".

 photo DSC00515_zps36804bc6.jpg

 photo DSC00517_zps81bbb720.jpg

 photo DSC00521_zps1d48fe6b.jpg

 photo DSC00518_zps9e52b494.jpg

 photo DSC00525_zps78959aa6.jpg

 photo DSC00530_zpse81ae978.jpg

 photo DSC00591_zpsfe3af16c.jpg

Algumas versões do distintivo bordado do Batalhão Tobias de Aguiar.

 photo DSC00534_zps82d9c7ae.jpg

Agradeço ao Coronel Paulo Adriano Telhada, autor do livro "Quartel da Luz, Mansão da Rota" por esclarecimentos a respeito das origens do Batalhão.

terça-feira, 16 de julho de 2013

Batalhão Voluntários de Piratininga

Um dos aspectos mais interessantes de se manter este blog sobre a Revolução de 32 é que algumas histórias vão, aos poucos, sendo complementadas. Em janeiro de 2011 eu postei uma matéria sobre um lote de documentos do ex-combatente Ubirajara Martins de Souza do Batalhão Voluntários de Piratininga. Um dos documentos mostrados foi o cardápio do almoço que ocorreu após o término da revolução reunindo ex-combatentes daquele batalhão - a grande maioria presos na Ilha Grande durante o conflito.

Recebi recentemente através da nossa página no Facebook, algumas fotos do acevo da Sra. Celia Marmontel Silveira Corrêa trazendo fotos deste almoço e algumas outras fotos do combatente Durval Silveira Corrêa. Desta forma podemos agora juntar o cardápio do almoço que ocorreu em novembro de 1932 com as fotos daquele evento! Tudo compartilhado abaixo com os leitores do blog.
Agradeço a Celia Silveira Corrêa Assis por ter entrado em contato e digitalizado as fotos de seu pai.

 photo PIRA00_zpsb5358568.jpg

 photo PIRA00a_zps169bbe44.jpg

 photo PIRA01_zpsabcf40b3.jpg

 photo PIRA01a_zps13e10324.jpg

Durval Silveira Corrêa, 8o Pelotão do Batalhão Voluntários de Piratininga.

 photo PIRA04_zps5ac629de.jpg

Abaixo as fotos e o cardápio do almoço servido no simpático restuarante “À l´auberge de marianne” na Rua 7 de Abril, 68 - em novembro de 1932. Reparem no curioso menú, repleto de referências aos locais de combate e a Ilha Grande.

 photo PIRA02_zpscfc3f6b7.jpg

 photo PIRA03_zps867f6181.jpg

 photo PIRA03a_zps091abb65.jpg

 photo PIRA05_zps7fcaac61.jpg

 photo PIRA05a_zps74445c54.jpg

domingo, 14 de julho de 2013

Capacete Polícia Militar Anos 70

Mais um capacete usado pelas tropas paulistas, desta vez trago um modelo usado pela Polícia Militar logo após a fusão entre a Força Pública e a Guarda Civil. Fabricado em fibra de madeira resinada, este exemplar ainda apresenta o antigo brasão do 16o Batalhão (localizado na Cidade Universitária) e teve as letras FP alteradas para PM de forma artesanal, sem o uso de adesivos ou decais. Posteriormente as iniciais PM eram adesivadas nos capacetes e os brasões dos batalhões substituídos pelo brasão da Polícia Militar.

O 16o Batalhão, atual 16o BPM/M tem em sua área de atuação além da Universidade de São Paulo, o Palácio do Governo, o Estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi) e uma área de enorme extensão territorial com inúmeros centros comerciais e residenciais marcada por grande desigualdade social entre comunidades carentes e condomínios de luxo.

 photo DSC09802_zps263a1803.jpg

 photo DSC09804_zps76ae2e15.jpg

 photo DSC09806_zpsc6fc9814.jpg

 photo DSC09807_zpsb40a8438.jpg

 photo DSC09809_zpscca6170d.jpg

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Matéria na TV Gazeta

Abaixo a matéria veiculada no dia 09 de Julho no Jornal da Gazeta.
Aproveito para agradecer mais uma vez ao G1/Globo, SBT, TV Gazeta e Diário do Grande ABC pela divulgação do blog na mídia.

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Inquérito das mortes de Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo

Do site do Tribunal de Justiça de São Paulo:
A equipe que trabalha no programa de Gestão Documental do Tribunal de Justiça de São Paulo localizou, no último dia 26, os documentos que registram a apuração da morte dos heróis do Movimento Constitucionalista 1932: Mário Martins de Almeida, Euclydes Bueno Miragaia, Dráusio Marcondes de Souza, Antônio Camargo de Andrade – MMDC. 
O inquérito policial com 78 páginas, muito bem preservado, narra os acontecimentos ocorridos na sede do Partido Populista, na Rua Barão de Itapetininga, esquina com a Praça da República, na noite de 23 de maio de 1932. Nele podemos acompanhar as declarações de Dráusio Marcondes de Souza, herói aos 14 anos de idade que ferido com um tiro de fuzil morre dois meses após o conflito, na madrugada de 28 de maio. 
Laudos da necropsia de Martins, Miragaia e Camargo descrevem seus ferimentos e revelam a causa de suas mortes, com, até mesmo, o uso de granada para conter os populares. A sentença manuscrita pelo juiz Waldemar César Silveira declarou a extinção da punibilidade pela prescrição, acatando cota ministerial do promotor Alberto Quartim Morais Júnior porque o inquérito só chegou ao Judiciário vinte anos depois do fato. Agora, os documentos farão parte do acervo digital do TJSP e podem ser acessados por aqueles que querem conhecer os autos. ACESSAR LINK 
Trabalho de equipe - A Comissão de Arquivos e Memória Bibliográfica do TJSP, presidida pelo desembargador Eutálio Porto, comemorou a localização do processo, resultado dos investimentos na área de gestão documental que dentro da diretriz de preservação documental, consegue ampliar sua ação resgatando a memória, tanto da instituição quanto história de São Paulo. Para se obter esse resultado foi necessário o envolvimento de diversas unidades e seus dirigentes: Izaltino Raymundi (Dipo-2), Hélio Braga da Silva (Cartório da 1ª Vara do Júri), Luciana Zavala, coordenadora (Coordenadoria de Arquivos), Ricardo, Kelson, Antônio e Isaac (Gráfica), todos em conjunto com a atuação da Coordenadoria de Gestão Documental. Na limpeza e recuperação do documento também atuaram Carlos Bacellar, Marcelo Lopes e Norma Cassares (Arquivo Público do Estado de São Paulo).
Nota do autor do blog:
Oportunidade singular para os interessados na história de São Paulo conhecerem detalhes do episódio do dia 23 de maio de 1932.

terça-feira, 9 de julho de 2013

IX - VII - MMXIII

Cobriram a Bandeira das Treze Listas de glórias,
no ano de 1932, os seguintes batalhões:

 photo DSC08312.jpg

Força Pública do Estado de São Paulo
1o B.C.R.
Batalhão Voluntários de Piratininga (2o B.C.R.)
Grupo Misto de Aviação Paulista (Gaviões de Penacho)
Batalhão José Bonifácio
Batalhão Bahia

Photobucket

Batalhão Jaques Felix (Taubaté)
Batalhão General Osório
1o e 2o Batalhões de Justiça
Batalhão Santos Dumont
Esquadrão de Cavalaria de Rio Pardo
Batalhão Saldanha da Gama

Photobucket

Batalhão dos Funcionários Públicos
Batalhão Redentor Filhos de Iguape
Coluna de Montagna
Batalhão Arquidiocesano
Destacamento Constitucionalista de Presidente Prudente
1o B.C.V.

Photobucket

Batalhão 7 de Setembro
Batalhão Piracicabano
Batalhão Barbosa e Silva
Coluna Adauto Melo
Esquadrão Coronel Artigas
Regimento Esportivo

Photobucket

Batalhão Ferroviário
Esquadrão de Cavalaria Newton Prado
1o e 2o Batalhões Henrique Dias
Batalhão Campos Sales
1o e 2o Batalhões da Liga da Defesa Paulista
Tiro Naval de Santos

Photobucket

Batalhão Paes Leme (Major Antonio Pietscher)
Batalhão Bento Gonçalves (11o B.C.R.)
Batalhão Operário de Santos
Batalhão Theopompo de Vasconcelos
Batalhão Diocesano de Botucatu
2o G.I.A.P Quitaúna

Photobucket

Batalhão Batista da Luz
Batalhão dos Funcionários Públicos
2o B.E. Companhia Anhanguera
Destacamento Abílio de Resende
Depósito de Remonta Móvel
Chefia Technica Veterinária

Photobucket

Trem Blindado TB1 TB2 TB3 TB4 TB5
Falange Acadêmica de Santos
5o B.C.R.
Batalhão de Assalto (Destacamento Agnelo)
Batalhão Bragantino
Batalhão Marcilio Franco (Coluna Capitão Sandim)

Photobucket

Batalhão de Marília
Batalhão Mato Grosso
Batalhão de Angatuba (4o B.C.R.)
M.M.D.C.
Batalhão de Voluntários do Paraná
Batalhão Exilados Constitucionalistas

 photo rev3219.jpg

Batalhão Barreto Leme
Batalhão de Reservistas de Santos (7o e 8o B.C.R.)
Batalhão Francisco Glicério
Batalhão Veteranos de Campinas
Caçadores Francanos
1o Batalhão Paulista da Milícia Civil

Photobucket

Batalhão 23 de Maio
Batalhão Rio Grande do Norte
Batalhão Marcondes Salgado
Caçadores de Piratininga
Companhia Tenente Cesar
Batalhão Anhanguera

Photobucket

Batalhão Nossa Senhora de Aparecida
Batalhão Princesa Isabel
Batalhão 9 de Julho
Guarda Civil de São Paulo
Bateria de Artilharia Capitão Mendonça
S.T.C. Serviço de Transporte Constitucionalista

Photobucket

Guarnição do Forte de Itaipu
Batalhão do Brás
Batalhão Raposo Tavares
Legião Paulista
Legião Negra
Batalhão do Professorado

Photobucket

Batalhão Amador Bueno
Batalhão Paraibúna
Batalhão 8 de Setembro
Batalhão Pinhalense de Voluntários
Companhia Alta Araraquarense
Esquadrão de Cavalaria Chico Vieira

Photobucket

Batalhão Voluntários de Rio Preto
Batalhão Constitucionalista de Presidente Prudente
Esquadrão de Cavalaria Miguelópolis
Batalhão de Catanduva
Esquadrão de Cavalaria Jardim
Destacamento Coronel Pedro Dias de Campos

Photobucket

5o R.I. Lorena
6o R.I. Caçapava
2o R.D.C. Pirassununga
2o G.A.P. Quitaúna
2o G.A.P. Jundiaí
4o R.A.M. Itú

Photobucket

Batalhão Floriano Peixoto
Companhia Isolada de Santo Amaro
Batalhão Ibrahim Nobre
Batalhão Universitário
Batalhão Chavantense
Batalhão Jaúense

Photobucket

Batalhão Avaré
Esquadrão de Cavalaria Coronel Correa
1o Batalhão do 6o R.I. Destacamento Abílio de Resende
Batalhão da Reserva de Santos
Batalhão Voluntários do Pará
Casa do Soldado/Lunch Expresso

Photobucket

Regimento de Cavalaria da Força Pública
Batalhão Visconde de Taunnay
Batalhão Bandeirantes
Batalhão Diocesano de Baurú
3o Batalhão do 5o R.I.
Batalhão Coronel Mello Mattos

Photobucket

14a Bateria de Morteiros de Ribeirópolis
Batalhão de Emergência (Ex- Combatentes da Força Pública)
Batalhão Brasileiros de 32
Serviço de Policiamento Civil da Capital ("Chapinhas")
Serviço de Guarda Noturna da Capital
Correio Militar do M.M.D.C.

Photobucket

S.A.T.O. Serviço de Abastecimento as Tropas em Operações
C.I.D.T. Comissão Inspectora das Delegacias Técnicas.
Cruz Vermelha Brasileira
D.C.M. Departamento Central de Munições
Serviço Médico de Cirurgia "Itália"
Destacamento Coronel Sampaio

Photobucket

4º R.C. Quitaúna
1o ao 7o Batalhões de Caçadores Voluntários
C.P.O.R.
Coluna Romão Gomes
Corpo de Bombeiros
Batalhão Marcondes Salgado

Photobucket

Regimento de Engenharia
Batalhão Voluntários Professores
Companhia de Granadeiros Floriano Peixoto
1o B.Z.A. - Batalhão da Zona de Assis
Serviços de Guerra da Escola Politécnica
Q.C.M. Regimento de Tranportes de Guerra

Photobucket

Cruz Azul de São Paulo
C.O.C. Cirurgia Odontológica de Campanha
Liga das Senhoras Católicas
Motociclistas Voluntários
4o B.C.P. Misto
4a Cia. Extra

Photobucket

Brigada Minas Geraes
Grupo Escoteiro São Paulo
Batalhão Ferragista
23a Bateria de Morteiros
6o R.C. Santos
Batalhão D´Oeste

Photobucket

2o Corpo de Voluntários Auxiliar da Força Pública
Regimento 9 de Julho
Companhia de Bombardas
Batalhão Borba Gato
Batalhão de Novo Horizonte
Batalhão Noroeste Paulista

Photobucket

Batalhão 14 de Julho
Batalhão Frei Galvão
Batalhão Fernão Salles
Batalhão Barbosa e Silva
5o Corpo Provisório
Departamento do Ouro da Associação Comercial
D.A.P.C. Departamento de Assistência a População Civil

Photobucket

"Marchemos cheios de glória,
Conosco marcha a vitória!"
1932-2013. 


(Lista editada e compilada tendo como base a original publicada pelo jornal A GAZETA em julho de 1957. Caso você conheça algum batalhão não mencionado acima, favor enviar um email para o autor do blog.)