sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Medalhas clássicas da Força Pública de São Paulo

Apresento hoje aos leitores do blog fotos das duas medalhas clássicas da Força Pública paulista: A Medalha da Legalidade e a Medalha Mérito Militar em suas versões completas com fita, passador e prendedor. Demorei alguns bons anos para conseguir esta dupla de medalhas na sua forma completa.

O post com informações detalhadas da Medalha da Legalidade pode ser visto neste link.
Já em relação a Medalha Mérito Militar, aproveito esta oportunidade para detalhar alguns aspectos de sua criação e regulamentação.

A Medalha de Mérito Militar foi desenhada pelo então 1o Tenente Nathaniel Prado (patrono do atual CSM/AM - Centro de Suprimento e Manutenção de Armamento e Munição da Polícia Militar ) a pedido do Tenente Coronel Alexandre Gama em 11 de abril de 1920.

Para isso o Tenente Nathaniel visitou o General Francisco Alves do Nascimento Pinto, veterano da Guerra do Paraguai, para ver suas medalhas a fim de lhe servirem como inspiração para o novo projeto. Eram elas: Medalha de Campanha da Guerra do Paraguai, Medalha Al Valor y a la Constancia da República Argentina, Medalha A las Virtudes Militares da República Oriental del Uruguay, Ordem da Rosa, Ordem de Cristo e Ordem do Cruzeiro (todas podem ser vistas neste link).

A partir destas medalhas o Tenente Nathaniel bolou alguns modelos, que podemos ver nas figuras abaixo. Após algumas mudanças no tamanho e formato da medalha, acabou por fim tendo um esboço final aceito. Surgia a Medalha Mérito Militar pelo Decreto 3.196 A de 21 de abril de 1920. Foram exatamente 10 dias entre o início da pesquisa e a publicação do decreto de criação da medalha!

DECRETO N. 3.196-A, DE 21 DE ABRIL DE 1920
Cria uma medalha militar como reconhecimento de bons serviços prestados pelos officiaes e praças da Força Publica.
O Presidente do Estado querendo significar o alto preço em que são tidos os bons serviços prestados pela Força Publica, resolve mandar cunhar uma medalha militar, que será exclusivamente destinada a essa classe e concedida aos officiaes e praças que se tornarem dignos pelo merito e lealdade com que houverem prestado serviço ao Estado, regulando-se a sua concessão pelas instrucções que a este acompanham.
Palácio do Governo do Estado de São Paulo, 21 de Abril de 1920.
Altino Arantes
U. Herculano de Freitas.
----------------

Esboços feitos pelo Tenente Nathaniel.

 photo image2_zpsb25083c8.jpg

 photo image1_zps2c777675.jpg

Comandante da Força Pública de São Paulo entre Maio de 1928 a Abril de 1931, Coronel Joviniano Brandão. Vemos em seu uniforme a Medalha de Mérito Militar e a Medalha da Legalidade.

 photo DSC04576_zps42aba5db.jpg

General Júlio Marcondes Salgado, Comandante da Força Pública em 1932. Além das duas medalhas em questão, vemos em seu uniforme a Ordem de Leopoldo II.

 photo DSC04737_zps66041685.jpg

Abaixo vemos imagens atuais das duas medalhas. São extremamente raros os exemplares com fita e passador.

 photo DSC04921_zps87d052f0.jpg

 photo DSC04935_zps64bf2d3d.jpg

 photo DSC04931_zps5bb8cb4e.jpg

 photo DSC04932_zps6b089757.jpg

 photo DSC04929_zpsc288b5ce.jpg

 photo DSC03407.jpg

Bibliografia: Medalhas Militares da Força Pública do Estado de São Paulo, Alvaro da Veiga Coimbra, 1954.

2 comentários:

  1. Tem coisa que é legal, tem coisa que é muito legal.
    Isso é muito legal!

    ResponderExcluir
  2. Eu descobri entre as coisas de meu avô uma medalha de mérito militar cmo assador

    ResponderExcluir